Seguidores

O diabo sabe o que é bom!

Uuhh! O que é isso? Leia com ateção e descubra o imponderavel!

Ezequiel 28.12-15.

12 Filho do homem, levanta uma lamentação sobre o rei de Tiro e dize-lhe: Assim diz o Senhor JEOVÁ: Tu és o aferidor da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura.
13 Estavas no Éden, jardim de Deus; toda pedra preciosa era a tua cobertura: a sardônia, o topázio, o diamante, a turquesa, o ônix, o jaspe, a safira, o carbúnculo, a esmeralda e o ouro; a obra dos teus tambores e dos teus pífaros estava em ti; no dia em que foste criado, foram preparados.
14 Tu eras querubim ungido para proteger, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas.
15 Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti.

Que isso pastor?

Você deve estar se perguntando.
Calma! Como dizem; Deixa-me molhar o bico!
Pois é isso mesmo: O diabo sabe o que é bom!
Veja que o texto descreve um Ser cercado de pedras preciosas e que no céu era a referencia de perfeição, sabedoria e formosura.

Quando alguém se forma em um curso ele recebe como premio da sua família ou ele compra um anel contendo uma pedra preciosa que corresponde ao curso em que ele concluiu.

A Ametista é a pedra principal que compõe o anel de formatura do curso de Teologia.
O curso de direito é o rubi. O curso de Jornalismo também é o rubi. Musica é a Safira Azul. Auxiliar de enfermagem é a Esmeralda. Biologia é a Topázio Azul ou a Água Marinha. Ecologia é a Turmalina Verde. Incrível como aquele anel de formatura traz certo status para a pessoa que o usa. O anel é um símbolo da preparação e aptidão para agir na área que se formou.

Lucifer

Veja que este Ser chamado de ‘Querubim Ungido’ se vestia de muitas pedras preciosas. Eu creio que cada pedra preciosa representava uma habilidade, aptidão ou característica.

Quando no céu um ser ou anjo ou alguém perguntava o significado do adjetivo ‘perfeição’ Deus apontava o dedo para Lúcifer e dizia. – Olhem para Lúcifer ele é o modelo, o padrão de sabedoria e formosura. V12b.

Você está com os olhos arregalados com isso? Parece meio ‘satanista’ o que estou escrevendo, mas é o que a bíblia diz sobre este querubim ungido. Ele ainda não é Satanás.

É incrível como a Bíblia relata aquele ambiente e de como é rico em detalhes a descrição das habilidades, função e outras peculiaridades.

Note um detalhe no verso 13 extraído da “Versão da Bíblia Revista e Atualizada de acordo com os melhores textos de grego e hebraico” v13... “a obra dos teus tambores e dos teus pífaros estava em ti; no dia em que foste criado, foram preparados.”
Em seu corpo celestial foram colocados tambores e pífaros no dia em que ele foi criado foram eles preparados. Fazendo parte da composição da sua existência em seu corpo estava uma das maiores criações de Deus a música. Tudo isso aconteceu na ‘eternidade’ e em um lugar que chamamos de céu. A origem da música tem relação com a criação deste ser, eu escrevi sobre este assunto no meu segundo livro chamado; Músico Abandonado, Ferido e Esquecido.


Se juntarmos tudo o que lemos no texto podemos afirmar então que: Este Ser sabia com exatidão o que era ‘perfeição’, ele tinha o ‘conhecimento’, ele era ‘belo’, cheio de ‘riquezas’ e ‘glória’, conhecia ‘lugares especiais’ do céu como o monte santo de Deus. Veja a frase “pedras afogueadas”, aqui pode se referir aos outros anjos, mas de menor prestigio e glória. O versículo narra: “... no meio das pedras afogueadas andavas...” ‘no meio’, significa que todas as outras possuíam o calor do fogo e o brilho dele, mas não tinha algo que os distinguia da massa de seres celestiais. Aquele querubim ungido era singular, nada era, se quer, semelhante a ele.

Resumindo, Lúcifer sabia o que era bom! (Não vou nem comentar que Lúcifer significa portador de luz, eu vou deixar para você ler isso no livro)

Ai que tombo!

Até que um belo dia... Não foi um dia, como os outros dias no céu, se é que podemos chamar de dia. Diz o texto: “...até que se achou iniqüidade em ti.”v15

Se você não conhece a história direito, foi assim. Lúcifer ficou orgulhoso de mais daquilo tudo e se convenceu que era perfeitamente possível tomar o céu e destituir Deus de sua posição de Todo Poderoso. Ele queria colocar uma daquelas faixas que vemos hora por outra nos estabelecimentos comerciais: “Sob nova direção!”

Deus não pensou duas vezes, chamou o Miguel para despejar do monte santo e do céu o querubim ungido. Quem é esse Miguel aí? A Bíblia não faz floreios em relação a Miguel. Curto e grosso, ele é o ‘arc’, ou seja, chefe. O arcanjo Miguel não tem um versículo dizendo que ele é belo, inteligente e diferente, lá diz: ‘Príncipe’, e ponto final! Quem é igual a Deus? É o significado do nome Miguel já que o querubim quis tomar o lugar de Deus nada como alguém quem tem esse nome para deixar um bom exemplo para ninguém tentar algo semelhante. Alguém ai se habilita? Infelizmente tem gente que se acha um deus.

Miguel tinha uma turma com ele, veja Ap 12.7.

Lúcifer é expulso do céu, do lado de fora dos portões celestiais, sem herança e com os seus rebeldes falidos que ele conduziu naquela estupidez. Anjos caídos agora vagam não aceitando a nova habitação. Feridos, esfomeados, envergonhados, com a moral esculhambada, enxovalhados, com as roupas rasgadas. Gemidos, gritos uma cena de devastação. Muito ódio, muito ódio e palavras de blasfêmias estão em suas murmurações contra Deus, alguns foram acorrentados e estão presos no abismo. Já distantes, a maioria agora olha para traz e vê os portões celestiais fechados com os anjos que os expulsaram em suas torres fortes. Ainda é possível verem as faces sisudas e olhares de reprovação estampados nos rostos dos anjos nestas torres. Os anjos caídos xingavam palavras loucas, como se isso fosse atingi-los. Nunca mais poderão voltar aquele lugar. Agora eles estão andando em direção a sua nova casa, o inferno.

Em sua nova moradia, o ex-querubim ungido, não é mais chamado assim, mas de dragão.
Sem pedras preciosas, sem tambores celestiais, sem a beleza celestial e com a sua sabedoria questionável ele se vê sem “tudo o que era bom” e que era acostumado.
Ele não se conformou com isso

Passou muito, muito tempo dessa interminavel eternidade e o ex-querubim ungido sempre espreitava os portões celestiais, escondido, não significa que Deus não sabia onde ele estava. Um dia o dragão, observou uma movimentação diferente, Deus saiu com uma face de quem está muito concentrado, muitos anjos seguiam-no. Muito curioso já que não mais sabia dos acontecimentos celestiais. O jeito agora é espiar! Repentinamente se ouviu barulho, explosões, anjos cantando, tudo muito louco! O dragão nunca viu nada semelhante. Uma nova criação de Deus! Era uma dimensão chamada de 'matéria'. Um universo físico, cheio de bolas gasosas e brilhantes e outras bolas de rocha flutuando em uma imensidão que ninguém podia medir impossível de se chegar ao fim, para nós o cosmos. Diferente do que todos conheciam. Passado algum tempo, modestos milhões de anos para nós, o dragão descobre que Deus havia criado um espaço chamado de “Lugar de Delícias”. O jardim do Éden. - Espera um pouco! Diz o dragão: - O que é aquilo dentro do Éden? ... Um Ser a imagem e semelhança de Deus... não pode ser!

Seu ódio aumenta infinitamente.

Deus vem todo o dia brincar com aquele novo Ser. Muita intimidade, piadas, risos e presentes. – Eu odeio muito tudo isso! Diz o dragão que vê tudo escondido, seu ódio aumenta cada vez mais. Ele volta para o inferno e açoita, surra os seus demônios e muitas blasfêmias, gritos uma correria, ele respira ódio mortal. Seu pensamento agora é um só, destruir aquele Ser que é chamado; ‘a glória da criação’.

Outro dia, lá estava ele escondido, observando a conversa daquele Ser com Deus.

- Adão, hoje eu tenho uma tarefa para você! Falou Deus.
Ah! Este Ser se chama Adão! Comenta consigo mesmo o dragão.
- Quero que você dê o nome a todos as criaturas e também irá dominá-los e administrar este Jardim!
O dragão se morde de inveja. – Este ser vai dominar o reino do jardim?
De repente Adão cai num sono, Deus faz alguns movimentos e desaparece. No outro dia ele volta e apresenta outro Ser semelhante, entretanto com algumas diferenças. O dragão vê estampado a alegria no rosto de Adão e como ele fica meio bobo, quero dizer, não é mais a mesma pessoa, parece que aquele presente era o que faltava.
- Ah! ‘Perfeição’, eu conheço bem a perfeição. Murmura bem baixinho o dragão.
- Agora o Jardim é semelhante ao céu. Formosura! Ela não é formosa, Eva é linda, maravilhosa. Diz o dragão. E segue um raciocínio lógico.
- Riquezas, pedras preciosas, domínio. Adão se ajoelha aos pés de Deus e canta adorando-O! Aqui é igual ao céu! Eu te odeio Deeuuus!! Grita o dragão.
Tudo o que é bom e que havia no céu agora Deus dá para o homem.
O dragão se vê agora no inferno, um dia ele era um Ser ungido cheio de ‘tudo o que era bom’, agora junto com aquela multidão de demônios, miséria, ódio, desgraça, fome, ruína, cheiro de coisas podres, horror. Dentro de si, o único combustível de sua vingança, a ‘inveja’.

Observando ele o casal Adão e Eva, logo engendrou um plano para ter novamente ‘tudo o que era bom. ’ e por um fim aquela miséria que ele estava condenado. Havia uma brecha, aqueles seres não eram obrigados amarem a Deus, ou a adorar, ou a rirem das Suas piadas, ou á passar o tempo juntos. O dragão percebeu que eles eram livres! Eles podiam decidir e que queriam fazer.

Eva decidiu duvidar de Deus, Adão decidiu fazer companhia a degradação espiritual da sua mulher e ambos brilhantemente tentaram se esconderem de Deus. Quando Deus expulsou Lúcifer do céu mandou ele embora sem nenhum ‘tostão’ no bolso. De milionário a miserável moribundo. Mas sua sabedoria duvidosa foi usada desta vez para roubar ‘tudo o que é bom’ de nossos pais, Adão e Eva.
Adão e Eva deram ‘tudo o que era bom’ para o diabo quando escolheram desobedecer a Deus,
Leia o relato de Lucas 4.6.“O Diabo levou Jesus para o alto, mostrou-lhe num instante todos os reinos do mundo e disse: — Eu lhe darei todo este poder e toda esta riqueza, pois tudo isto me foi dado, e posso dar a quem eu quiser.”
Não há dúvidas disso, Jesus não contestou a declaração do dragão, leia novamente ‘...pois tudo isto me foi dado,...’
O que foi dado? Riqueza, Poder e até a vida. O dragão roubou ‘tudo o que era bom’. Agora ele tem com o que negociar. O dragão tem ‘coisas’ para ‘encantar’ você e eu. Riquezas e Poder, são por essas cosias que as pessoas trocam a vida. Essas são as moedas de negociação.

Riquezas e Poder

Poder!

O poder de ‘ter’ o que se deseja, não significa ‘escolher o melhor’, mas ceder a desejos desordenados da carne. Poder! Às vezes o simples fato de alguém ser eleito o Sindico ou Ministro de Louvor, ela acha que é um deus. O ‘deus da cocada’. O poder corrompe. Um simples cargo ou posição sobe para cabeça. O poder absoluto corrompe absolutamente. Por isso devemos sempre prestar contas da nossa vida a alguém, isso nos protege sem este mecanismo temos o poder de escolher errado Pv 18.1. O dragão não esquece a cara que Adão fez quando Deus trouxe e lhe apresentou Eva. Adão com a boca aberta babando, não tirava os olhos dos itens diferentes que integravam aquele presente. O dragão achou uma boa idéia usar este poder para destruir famílias, pessoas, igrejas, carreiras, sonhos e reputações.


Riquezas!

Lembram no começo em que comentei que cada pessoa que se forma num curso, possui uma pedra preciosa, que colocada naquele anel de grau, representa a habilidade e preparo de uma pessoa? Musica é a Safira Azul. Auxiliar de enfermagem é a Esmeralda. Lembra? Estas pedras preciosas, estas riquezas foram furtadas do homem no Éden. A riqueza é a habilidade de se relacionar com Deus. Veja como muitos de nós nos sentimos incapazes de manter um relacionamento de santidade, amor e obediência com Deus. Essa riqueza é roubada quando duvidamos do perdão, da provisão e da verdadeira prioridade em nossas vidas. Constancia, como isso é raro, ver alguém que se mantém na presença de Deus. Alguém que possui uma vida em constante movimento crescente. Quando caímos, dependendo da queda, o individuo começa do zero com Deus. Outros caem, mas não precisam começar do zero, porque a queda foi algo novo. Não caiu no mesmo erro, caiu em um novo erro e não o de sempre. Esta queda não joga você no fundo do poço, ela só deixa o indivíduo na boca do poço. Ele vê o fundo e logo reage para não cair de voltar no fundo. Aprendendo aquela lição nunca mais ele cai na boca do poço por causa daquele erro, só outro, outra armadilha bem elaborada e que ele não conhece.

Entretanto, existem aqueles que não conseguem sair do meio do poço, por que não permitem que as riquezas de Deus os conduzam e o atraiam para cima. E aqueles que ficam no fundo do poço. Sem qualquer condição para sair do posso, nenhuma das riquezas de Deus ele têm, nem tão pouco a riqueza de, ‘desistir de lutar com as próprias forças’, ou a riqueza de ‘clamar’ por ajuda. O diabo rouba todas as pedras preciosas, toda a habilidade de comunicação com Deus, toda a adoração, as lembranças tudo, tudo, até o Espírito Santo

O dragão entrou no jardim sem nenhum ‘tostão’!

O dragão entrou no jardim sem nenhum ‘tostão’, sem ‘poder’ e sem ‘riquezas’, mas saiu de lá cheio de riquezas e poder. Mesmo assim, continua sendo o mesmo anjo caído e apesar de tudo isso ele será jogado no lago de fogo e enxofre para todo o sempre. Sem poder ou riquezas, tudo será consumido.

Não obstante de tudo o que o dragão já fez, não impediu os descendentes deste Ser criado no Éden o substituíssem no novo Éden. Jesus lá está, preparando lugar, lugar para todos que desejam morar com Deus. Todas as pessoas que querem estas riquezas e poder poderão adquiri-las gratuitamente através da aceitação do sacrifício na cruz feito por Jesus. Só poderão entrar se tiverem a riqueza e o poder dados gratuitamente por Jesus.

O poder se tornar filho, João 1.12 e a riqueza do selo Espírito Santo.

O dragão está espreitando os portões celestiais para impedir que você entre lá e tenha acesso a “tudo o que é bom”. Alem de espreitar com o intuito de devorar sua vida, o dragão também esmurra os portões celestiais gritando. – Deus! Deus! Você disse que ‘fulano’ era o seu filho? Ele acabou de pecar, eu quero a alma dele, agora ela é minha!
Os portões nem se abrem e já se ouve Jesus mandar o recado. – Dragão, fulano já pediu perdão, eu o justifiquei diante de Deus, é direito de fulano ter acesso ao santo monte!

O dragão fica mais odioso ainda, e volta humilhado para o inferno. Alguns teólogos defendem que satanás não está no inferno, mas habita nas regiões *celestes, Ef.6.- *Celeste aqui, não é o Céu Habitação de Deus. Estude os tipos de céus que os judeus conheciam. Semântica! Ela é útil se você deseja aprofundar. Para mim é suficiente entender que o inferno fica no fim de uma vida sem Cristo.

Como isso pode acontecer?

1. Por que Eva caiu então?
2. Por que Adão acompanhou a degradação espiritual e porque foram expulsos do jardim?
3. Deus estava tão furioso assim que não podia dar um castigo de se ajoelharem no milho duas horas e pronto, e colocá-los de volta para as delicias do Jardim?


a) Eva deveria buscar o que era certo e errado naquilo que Deus já havia plantado no seu coração. Ao contrário, ela foi buscar o que era certo ou errado na sabedoria duvidosa do dragão. Isso mesmo, aquela sabedoria que o fez perder tudo que possuía narrado no texto Ez 28. Você faz isso?

b) Adão amou mais a mulher do que a Deus. Colocou o presente acima de Deus. Você homem faz isso? Você coloca coisas ou pessoas na frente de Deus?

c) Eles foram expulsos porque, se eles fossem onde estava a arvore da vida e comecem do seu fruto, eles se tornariam seres eternos... Eternamente em pecado. Assim como o dragão que recebeu o juízo de viver nas trevas para sempre, teria a companhia do homem no inferno. Saiba que o inferno não foi criado para o homem e sim para o diabo e seus anjos.

Entendeu porque o diabo sabe o que é bom? Se ele aparecer para você como ele é, cheirando enxofre, chifres e um forcado na mão você diria: - É o diabo! Contudo ele não se apresenta assim, ele o seduz com riquezas, poder, falsa sabedoria, e com a ilusão de uma vida perfeita sem Deus governando tudo.
Entendeu porque eu disse que o diabo sabe o que é bom? Ele sabe o que você gosta e precisa e imediatamente coloca diante de você um atalho para se chegar ao que é bom, claro que sem Deus. Você acha que existe alguma coisa que a gente possa fazer ou ter que seja bom e que Deus não possa estar nisso? Então, se Deus não pode estar junto é por que não é dEle.

Um abraço

3 comentários:

Anônimo disse...

Amado toda honra e glória pertence Deus! Parabéns que o Senhor te abençoe, edificou muito minha vida e me trouxe grande esclarecimento.

Anônimo disse...

excelente texto, trouxe muito clareza e confirmou tudo aquilo que penso
Que Deus continue te usando e capacitando.

S disse...

Muito bem explicado parabéns .